quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Comando para saber quando instalamos o linux

Com esse comando descobrimos quando foi instalado a versão do linux


o meu deu Nov 11 2011

 qual é a sua?

fonte: Desde Linux

Jogo Yesterday WINE

Minha primeira contribuição para o AppDB do WINEHQ
teste do yesterday wine
Yesterday é um jogo em terceira pessoa, adventure lançado pelo Pendulo Studios.
Descição: Nova York em 2011 ...Os sem-teto estão desaparecendo um após o outro, seus corpos são encontrados já sem vida. Enquanto isso uma cicatriz em forma de Y é encontrada em pessoas sem aparente relação com as mortes. Henry White, um jovem rico herdeiro dedicado a uma organização de caridade, e seu amigo Cooper, são os primeiros a investigar. Eles logo cruzam com o enigmático John Yesterday, cuja memória parece ter sido apagada, agora eles encontram-se arrastados por esta incrível história.
Trailer :



Funciona sem problemas no wine 1.5.10 , a versão que utilizo, talvez funcione em outras, o único porém são as cenas de CG que dão umas travadas, talvez se meu pc tivesse uma placa de vídeo dedicada talvez não, fora isso funciona sem nenhuma cambiarra.

sábado, 4 de agosto de 2012

Porque hoje é sábado...


Instalação do simatex/siscofis om cliente em pcs ubuntu:

Nos Ubuntu <12,04
$sudo apt-get install wine
No ubuntu 12.04
$ sudo apt-get install wine1.2


----instalar firebird
clica com o botao direito “abrir com wine ….”

“instalação minima do cliente”
“copiar biblieteca firebird para pasta system”


---- navegar na pasta instalação simatex cliente
executar InstaladorSiscofisOmCliente325.exe
avançar eternamente até concluir.

--- aplicar a instalaçao
  • aplicativos wine siscofis om
    cancelar localização banco de dados
     Após essa etapa será criado alguns arquivos entre eles, o simatexom.ini,
    abra ele com o gedit, ou outro editor de textos de sua preferência, após abrir navegue  até
    Nome do servidor = coloque o ip do servidor simatex rodando no windows e em
    caminho do banco coloque o caminho do servidor no windows ex: "c:\arquivos de programa/simatex/simatexom.exe "

baixar a msvcp60.dll
copie essa dll e cole no caminho abaixo:
wine navegar no disco c > windows > system32 e colar a MSVCP60.dll

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

PDF OCR UBUNTU/ Linux MINT

Existem alguns programas para extrair um pdf e deixá-lo "selecionável" depois de escaneado, já utilizei o gscan2pdf, teve um bom resultado. Mas achei meio "lento", fuçando do ubuntugeek.com , achei a seguinte solução:
adicionando o ppa:

nos testes que fiz aqui, o arquivo original não pode ter espaços, ele identifica como arquivos separados, mas nada que um mv  não resolva
    mv arquivo velho.pdf   arquivo_velho.pdf

sábado, 28 de julho de 2012

Porque hoje é sábado....

O que é scp:

"Secure Copy ou SCP é um meio seguro para transferir arquivos entre um host local e um remoto ou entre dois hosts remotos, usando o protocolo SSH.
O termo SCP pode ao mesmo tempo referir-se ao Protocolo SCP ou ao Programa SCP." 
Fonte: wikipedia


Sintaxes do scp mais utilizadas:
Copie o arquivo "teste.txt" de uma máquina na rede para sua máquina local:

$ scp nome_usuario@maquina_rede(ip):teste.txt /home/user/diretorio
Copie o arquivo "teste.txt" da maquina local para uma máquina na rede:

$ scp teste.txt nome_usuario@ip:/home/usuario (ou alguma pasta qualquer se for root)
Copiar o diretório teste

$ scp -r teste user... (conforme modo anterior)
Copie o arquivo "teste.txt" da maquina local para uma máquina na rede usando a porta 666 :p

$ scp -P 666 teste.txt nome_usuario@ip:/home/usuario (ou alguma pasta qualquer se for root)



O scp é bastante utilizados em servidores, pela facilidade e simplicidade, podendo ser utilizados outras formas para transferências de arquivos, como scp, montar uma pasta do samba e usar um cp, ftp. O scp é utilizado em scripts para automatização de backups.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Reiniciar o X Ubuntu 12.04

Desde o Ubuntu 10.04 pode se utilizar , a sequência de teclas:
Alt (direito) + PrtScr/SysReq + K
Pelo terminal:
sudo service lightdm restart
se utilizar o Display Manager gdm:
sudo service gdm restart
Para descobrir o display manager:

cat /etc/X11/default-display-manager

Fonte:Ubuntu Sharing

sábado, 21 de julho de 2012

Porque hoje é sábado....

Primeiras impressões do Pinguy OS.
O pinguy OS , é um sistema baseado no Ubuntu e no LinuxMint, ele até lembra mais esse último, com Gnome-Shell como ambiente gráfico, vem com um docky na barra inferior, e com um bonito layer com algumas extensões do shell (abaixo algumas screenshots).
 A proposta dessa distribuição é a simplicidade , e como diz na página principal, para usuários normais, acho que por isso eles voltaram para aquele menu, estilo Windows95 e afins.
É interessante essa distribuição, a quantidade de softwares inclusos por padrão, praticamente o usuário "normal" não vai instalar nada, em internet já vem com o Deluge (programa de torrent) Dropbox, skype e teamviewer 7, em multimídia já vem com o poderosíssimo VLC e o Openshot, o Wine 1.5 já vem instalado por padrão com winetricks( indispensável).
Isso só para simplificar, agora umas fotos da instalação e do sistema:


Pinguy OS








É um sistema muito bonito como pode-se ver nas imagens, o Pinguy já vem com os softwares para customização do gnome-shell e do ubuntu , o Gnome-tweak-tools e o Ubuntu-tweak-tools respectivamente. O Gnome-tweak-tools deveria vir por default em qualquer sistema que utiliza o gnome-shell.

Pelo pouco que usei, o Pinguy promete o que propõe, fácil uso, muito belo, principalmente para usuários nativos do windows que não vivem sem um menu "iniciar", -_- .





sexta-feira, 20 de julho de 2012

Erro no VirtualBox


Ao iniciar uma máquina virtual, aparece o seguinte erro no VirtualBox,
this kernel requires the following featurs not prtesent on the cpu: pae
esse erro é facilmente solucionado.
Com a vm desligada e selecionada
siga os passos:
maquina >configurações>sistema> processador e marque a opção  habilitar PAE/NX


Virtual Box



quinta-feira, 19 de julho de 2012

LPIC - 101 Topico 101.1


Tópico 101.1 Determinar e configurar o hardware - Habilitar e desabilitar periféricos; -  -Diferenciar dispositivos de armazenamento IDE, SCSI, USB;
-Lidar com ferramenta de disgnóstico
-Entender o conceito de sysfs, udev, hald e dbus


Resumão:
  • Os nomes de dispositivos no sistema GNU/Linux são acessados através do diretório /dev.
  • as interrupções do sistemas podem ser visualizadas em cat /proc/interrupts
  • listar dispositivos pci cat /proc/pci
  • ou utilizando o comando lspci
  • lsusb mostra os dispositivos USB conectados no sistema.
  • modprobe carrega o módulo e suas dependências manualmente, o comportamento pode ser modificado em /etc/modules.conf
  • a sintaxe do comando modprobe é modprobe [módulo] [opções]
  • O diretório /proc contém um conjunto de arquivos ``virtuais''. Estes arquivos não existem em disco efetivamente e são criados na memória pelo kernel
  • O lsmod é usado para listar os modulos carregados, independente se estão em uso ou não.
  • O diretório /sys, assim como o /proc é um diretório virtual e possui informações sobre os dispositivos plug and play.
  • O sistema de arquivos sysfs é considerado uma fusão dos sistemas de arquivos procdevfs, e devpty. O sistema de arquivos sysfs enumera os dispositivos e barramentos conectados a um sistema em uma hierarquia que pode ser acessada do “espaço de usuário” ( ou seja, sem ser o root ). O sysfs é projetado para lidar com opções específicas de dispositivos e drivers que anteriormente eram mantidas no /proc/, e trazia a inclusão dinâmica de dispositivos oferecida anterioemente pelo devfs.


    Fonte: guia foca/linux
DBUS -É um sistema de comunicação entre processos numa mesma máquina. Todo sistema operacional que se preze dispõe de recursos de IPC (inter-process comunication), contudo D-Bus foi criado visando facilitar e estabelecer um padrão para a comunicação entre aplicações do desktop. Diferente de outros métodos de IPC ou das conexões TCP, que transportam dados como fluxos indistintos de bits, D-Bus transporta mensagens contendo dados de tipos bem definidos.
Um uso interessante do D-Bus é um plugin para o Rhythmbox que sempre que uma música começa a tocar, ele atualiza minha mensagem de status no GAJIM para uma frase como “Ouvindo Banda Tal, Música Tal”. Isso funciona porque o GAJIM disponibiliza serviços de mudança de mensagem de status na SessionBus.
UDEV - é um gerenciador dinâmico de dispositivos para o Linux 2.6. A sua função principal é o gerenciamentos de nós de dispositivo no diretório /dev. Ele é o sucessor do DEVFS e do hotplug. Ele cria ou remove nós de dispositivo que estão presentes no diretório /dev
HALD – ( hardware abstraction layer daemon ) é um serviço que gerencia o banco de dados de dispositivos que estão conectados ao sistema em tempo real. o serviço utiliza o DBUS para operar os dispositivos. Por exemplo, quando você conecta o pendrive no micro, o dbus inicia o disposivo e já monta ele automaticamente para uso.



domingo, 15 de julho de 2012

LPIC 101 O que estudar.....

Vou começar a estudar por conta, sem gastar nada, vou me basear no foca linux e nos vários simulados que encontrei na internet, vou postar meu resumos aqui como forma de estudo e "norte" para quem quiser tirar a certificação também.

Começarei colocando o conteúdo, a fonte que tirei é próprio site do lpi...




Nós próximos posts, já vou destrinchar cada tópico com um remuso...

sábado, 14 de julho de 2012

Porque hoje é sábado!

Como clonar uma máquina virtual no Virtual Box pelo shell...
criar um script com data

 

quarta-feira, 11 de julho de 2012

sudo: unable to resolve host "usuario"/"hostname"

Esse erro acontece quando vai se utilizar o sudo, ele não resolve o nome da máquina verificando o nome do hostname (nome da máquina)

cat /etc/hostname



Há algumas formas de resolver esse problema, como sempre, não é uma única forma, no meu caso ao olhar o

cat /etc/hosts

havia o

127.0.0.1 localhost

127.0.1.1 "hostname"




para resolver apaguei a última linha e copiei o hostname e troquei pelo localhost , ficando assim

cat /etc/hosts

127.0.0.1 "hostname"

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Google Chrome utilizando mais de 100% CPU Ubuntu

Estava usando o Google Chrome, e o Firefox, e meu laptop desligava, várias vezes. Então entrava a tela de reportar erro a Canonical, só que achei estranho esse erro, utilizo o Ubuntu há alguns anos, há quatro anos efetivamente, e desconhecia esse tipo de erro, desligar assim é típico de Windows (nada contra quem ama  -_-) , hoje percebi que o processador estava ¨chorando¨ e desligou. Abri tudo de novo que estava aberto, firefox, chrome, deluge e o cairo que estava aberto. Começou de novo, cpu aquecendo, dei um ¨top¨ o chrome estava utilizando 124% da CPU. Pesquisei um pouco e vi que estava faltando o pacote m4, foi só dar um
sudo apt-get install m4
* segundo o synaptik/central de programas o m4 é um  ¨O GNU `m4' é uma implementação do tradicional processador de macros UNIX.¨

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Reiniciar placa de rede ubuntu 11.04 11.10 12.04

Para aqueles que vieram das versões do Ubuntu antigo e utilizavam 
$ sudo /etc/init.d/networking restart
quando tentaram utilizar nas versões mais novas a partir do 11.04... dá uma mensagem de erro "Running /etc/init.d/networking restart is deprecated because it may not enable again some interfaces", o modo correto é utilizar o comando abaixo para derrubar e levantar a interface de rede:


sudo service network-manager restart

domingo, 8 de abril de 2012

Descobrir versão do Ubuntu

 Comando para saber a versão
$ cat /etc/lsb-release

Comando para saber a arquitetura

 $ file /bin/bash | cut -d' ' -f3

fonte ubunted


file /bin/bash | cut -d' ' -f3
file /bin/bash | cut -d' ' -f3 file /bin/bash | cut -d' ' -f3

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Java ideal para SIAFI

Quem utiliza o SIAFI/SERPRO, logo de cara quando abre o site SERPRO repara que abre um "pop up", que orienta ao utilizadores a não atualizar o java e utilizar o java6 u14, mas para quem utiliza o UBUNTU, por padrão vem o java6 u20 ou posterior. Se alguém já tentou seguir os passos do site da oracle para funcionar no firefox 4 + essa versão do java, já notou que não funciona de jeito nenhum vou passar a dica como resolver esse problema:
baixar no site do java o 6u 14 .


agora o passo-a-passo:

sudo cp /home/usuario/Downloads/jre-6u14-linux-i586.bin /usr/local/
cd /usr/local/
sudo chmod +x jre-6u14-linux-i586.bin
sudo ./jre-6u14-linux-i586.bin
mkdir /home/nome do usuario/.mozilla/plugins
sudo ln -s /usr/local/jre1.6.0_14/lib/i386/libnpjp2.so /home/nome do usuario/.mozilla/plugins/libnpjp2.so

se o firefox estiver aberto feche e abra novamente, digite about:plugins
confira se apareceu o java u14, se não apareceu refaça os passos.



SeE YoU







sábado, 20 de agosto de 2011

Montar Pasta compartilhada

Vou ver se todo sábado eu empolgo e coloco dicas rápidas de shell.
Esssa é simples, mas muito útil em servidores que não tem ambiente gráfico :
primeiro baixe os pacotes necessários
apt-get install samba smbclient smbfs
Agora montar a pasta
smbmount //ip_servidor/nome_da_pasta /mnt/pasta_sera_montada -o username=nome_usuario_cadastrado, passwd=senha_usr

SeE YoU




sábado, 16 de abril de 2011

Comando para saber a configuração do hardware.

Muitos vão falar que não precisa de um comando para saber a configuração do hardware no Ubuntu, basta ir em Sistema >> Administração e Monitor do sistema, que aparece a memória instalada, o processador e o(s) disco(s) rígido(s). Ok. Porém se você quiser saber o modelo da placa de vídeo, o modelo da placa-mãe, o que vai fazer? abrir o gabinete e veirifcar com seus próprios olhos? procurar um programinha que "escute" e "olhe"o hardware?
Para facilitar sua vida os desenvolvedores do Linux fizeram o comando

sudo lshw -short


que traz todas as informações necessárias, dando esse comando no terminal o resultado é esse:


SeE YoU
No próximo post uma configuração de servidor squid +dansguardian +compartilhamento de conexão

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Montar imagem iso

Essa dica é para aqueles que migraram para o Ubuntu, e sentem falta do Alcohol 120% ou do Daemon Tools, e não encontrou nada similar.
Eis que surge a solução AcetoneISO, programa que está nos repositórios do Ubuntu

***Sistema ***Administração *** Gerenciador de Pacotes Synaptic

ou para aqueles que preferem na "tela preta" :

sudo apt-get install acetoneiso.

 Programa bem intuitivo, ao abrir seleciona o botão mount escolha onde está a imagem e ele montará na area de trabalho.

Por hoje é isso  ....
                               SeE YoU

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Primeiros Passos no Ubuntu

Eu sei que existem vários blogs, sites, artigos, sobre esse tema, porém vou colocar aqui de forma bem simples, e objetiva até porque não sou nenhum gênio da informática, aliás estou bem longe disto.
Vamos começar simples: o Ubuntu é um sistema operacional, tipo Windows, só que algumas diferenças:
  • o Ubuntu utiliza licença de código aberto
  • o Ubuntu é gratuito
  • Ubuntu é um sistema robusto, dificilmente dá aqueles erros do windows de tela azul
  • não precisa de antivírus, pois os vírus não executam
Outra característica que o usuario comum enxerga logo de cara ao abrir o Ubuntu, é que por padrão ele já vem com vários pactoes de programas instalados: LibreOffice, Gimp (similar ao Photoshop), gravador de cd, e tocadores multimídia. Esses pactoes no Windows são pagos uma licença do Microsoft Office 2010 a mais barata custa uns R$ 300, coisa que geralmente um técnico instala um piratão, o Photoshop custa mais de R$ 1000,00 e por aí vai. O Próximo post será instalando o Ubuntu e configurando-o.

SeE YoU

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Icone de rede sumiu

Essa dica, aprendi esses dias, acontece geralmente, o ícone de rede, que mostra se o cabo está conectado ou não simplesmente some , conforme figura abaixo:

Ícone de rede ubuntu


 Para fazer o ícone voltar é simples abra o terminal  e digite
$ sudo nano /etc/NetworkManager/nm-system-settings.conf 
o arquivo aparecerá assim:
main]
plugins=ifupdown,keyfile

[ifupdown]
managed=false troque "false" por "true"


e pronto o icone de rede volta ao tray após reiniciar o pc.

SeE YoU!





segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Etiquetas, Cartões de Visitas Glabels

Essa dica é para quem tem que fazer cartões de visita ou etiquetas no Linux. Realmente é muito chato fazer numa tabela geralmente fica desconfigurado. Nos repositórios do Ubuntu tem uma solução bem simples é o Glabels

>>>synaptic>>>busca >>glabls aplicar instalar  ou

 #sudo apt-get install glabels
ele vai ficar instalado em Aplicativos >>> Ecritorio


depois do programa aberto clica em novo e poderá selecionar , quantos cartões/etiquetas por folha, e também o tamanho da folha, depois se abrirá um quadro de edição, onde poderá inserir foto, escrever um texto etc, e todos os cartões/etiquetas ficarão deste formato. Prático simples e rápido.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Redimensionar imagens em lote

Essa dica é ideal para quem faz sites, blogs, ou uma apresentação de slides, e precisa de várias fotos no mesmo  tamanho. Por exemplo, você tira uma foto com a sua máquina digital na resolução máxima, vamos supor que é 10 MP, a foto vai ficar com uns 10 Mb de tamanho , inviável para colocar em um site. Então aí vai a dica abra o gerenciador synaptic e coloque na busca gthumb, marque para instalar e aplique ou
# sudo apt-get install gthumb
depois de instalado ele vai para o menu GNOME >Gráficos , abra-o, escolha a pasta no menu à esquerda, selecione as fotos no quadro à direita, clique em "TOOLS" e resize imgens, selecione o tamanho adequado para o tipo de aplicação, e pronto várias imagens redimensionadas com um só clique, sem precisar recorrer ao WINE ou algum vizinho com o Windows. SeE YoU

domingo, 28 de novembro de 2010

Escutar Rádio Gaucha AM/FM UBUNTU

Muitos já devem ter se deparado com esse problema, na hora de executar a rádio Gaúcha, mesmo com todos os plugins instalados atualizados, não toca de jeito nenhum. Num blog que eu não me lembro qual é, falava que tinha que clicar no player com o botão direito, ir no código fonte , e procurar o ítem "played Teste", pegar a URL que aparece abaixo colar no player multimedia favorito, e pronto funcionaria. Na primeira vez deu certo, mas depois em outras máquinas, não funcionou mais, baixava outros plugins, codec, players, e nada. Mas achei um site que toca rádios utilizando o plugins do flash player aí que foi a salvação. Pois as rádios do CLICRBS.COM.BR, utilizam um plugins que são da Microsoft, então como o UBUNTU, e outras distribuições LINUX, não tem acesso a esses códigos, ele não toca  não tem jeito.
              O endereço da Rádio Gaúcha é esse:
http://radiotime.com/station/s_17653/Radio_Gaucha_600.aspx , nesse portal tem outras rádios. See You

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Como imprimir no SIAFI, utilizando UBUNTU.

Instalar o gtklp

 sudo apt-get install gtklp

Depois criar o arquivo hodprint , pode-se usar outro editor de texto, mas prefiro o nano.

sudo nano /usr/bin/ , irá abrir o editor coloque o seguinte conteúdo:

#!/bin/bash
gtklp $1
rm -f $1

se estiver utilzando o nano dê um ctrl+o coloque o nome hodprint e ctrl+x para sair.
Depois disso mude a permissão
sudo chmod 755 hodprint
  Após isso entre no SIAFI, entre na sessão da impressora, quando aparecer a tela que mostra a conectividade da impressora selecione "Arquivo>>Configuração de impressora" e selecione o botão "Reconfigurar todos", o conteúdo caminho deverá ter : "/tmp/hodprint.* | hodprint $<" deixe a configuração como na figura abaixo:











Assim sua impressora padrão estará configurada para imprimir, mas ainda não imprimirá a tela do SIAFI, para configurar a tela faça o seguinte:
 Entre no SIAFI, em "Arquivo" e "Configuração de Tela" , na opção "Utilizar modo impressão Java" marcar como "não" e clique em "OK", depois clique em "Arquivo" novamente e selecione "Configuração de impressora" e deixe como no procedimento feito acima. Seguindo esses passos estará configurado e imprimindo no SIAFI.